Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagádos!

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagádos!

15
Set12

UMA NOVA ALAMEDA?

escadas

 

 

Passo Coelho, finalmente acertou!

Passos Coelho, conseguiu, finalmente, unir os portugueses.

Temo, que nos próximos dias, algum “iluminado” do PSD, venha dizer que o Partido Comunista, organizou muito bem as manifestações de hoje dia 15, mas para a história, ficará marcada para sempre, a imagem, o som e as lágrimas dos muitos milhares de portugueses que saíram à rua numa grande manifestação cívica de protesto contra este governo.

 Antes de mais, devo dizer para que não me acusem no futuro, que não advogo, nem a queda do governo, nem eleições antecipadas.

Há um ano atrás, o povo votou e “estes senhores” ganharam, logo, têm toda a legitimidade para governar.

Mas apesar desta premissa ser verdadeira, também é verdade que eu tenho o direito e porventura o dever de me indignar, de protestar.

Ao longo da minha vida, estive presente em muitas manifestações. Duas delas, marcaram-me profundamente pelo seu significado e por aquilo que representaram, refiro-me a um Comício do PS no Pavilhão Desportivo de Paço d’Arcos (lembras-te Arons de Carvalho e Elisa Damião?) e claro está, da célebre manifestação da Alameda.

Ambas as manifestações marcaram uma mudança, uma viragem. Eu era muito jovem na altura, mas aquela gente toda à minha volta, a gritarem a uma só voz, mexeu comigo. Penso que foi a primeira vez que percebi o significado da palavra UNIDADE!

Foi esta unidade que as pessoas sentiram hoje. Pergunta-se então; ok, e agora?

Pois… e agora?

 

Seria desejável, que Passos Coelho ponderasse.

Seria desejável, que Passos Coelho mudasse.

Não creio.

 

Se recuar, perde força e legitimidade politica, correndo o risco de se tornar refém de Paulo Portas e do CDS, neste caso, os “históricos” do PSD que colocaram Passos Coelho no poder, não lhe perdoariam.

Se fizer alterações no Governo, fica comprometida a apresentação do OGE para este ano, logo, não será viável.

Resta por isso o impensável, que é Passos Coelho descer à terra e ver a porcaria que andou a fazer este tempo todo.

E é impensável, por que tudo isto que está a acontecer, foi devidamente pensado quando na altura devida, pediu calma aos seus dirigentes, alegando que ainda não tinha chegada a hora de irem ao pote!

Essa hora, acabaria por chegar semanas mais tarde, quando num acto “heróico” decidiu chumbar o PEC IV, invocando o interesse nacional, com a alegação de que o Povo (sempre o povo) não poderia suportar mais impostos.

Nessa altura Passos Coelho sabia, que esse PEC IV, tinha sido bem recebido pelas instituições europeias, nomeadamente o Banco Central Europeu.

Passos Coelho sabia, que a “ida ao pote” poderia estar condenada, já que tudo indicava que os Mercados financeiros poderiam reagir positivamente às medidas que o governo se preparava para tomar.

O líder do PSD, preferiu precipitar a ruptura e o assalto ao pote!

Prometeu tudo a todos!

Estendeu um tapete vermelho (ou cor de laranja) até ao paraíso terrestre, e convidou todos os portugueses a atravessarem com ele o curto caminho, até à felicidade eterna!

 

Um ano depois, já todos perceberam que foram enganados.

Á luz do direito internacional (!!!) chama-se a isto, um logro!

Estes senhores mentiram e mentiram muito!

Assim sendo, penso que Passos Coelho, dificilmente descerá à terra. O paraíso onde se encontra foi criado por si (e já agora por Ângelo Correia) e dificilmente acordará para a realidade.

Não desejo eleições, não acredito em soluções mágicas, mas esta crise foi provocada pelo próprio Passos Coelho e pelo PSD.

Foram estes senhores que estando em maioria no governo, resolveram virar as costas aos portugueses, os mesmos portugueses que lhe deram o benefício da dúvida, o elegeram, ajudaram a estender a passadeira até ao paraíso e optaram com ele viver !

 

Os restantes mortais, sentem-se perdidos.

A nossa dignidade foi roubada.

O nosso futuro foi hipotecado

 

Os portugueses olham à sua volta e não reconhecem um líder.

Falta alguém, que devolva a esperança e a vontade de vencer.

Seja ele quem for.

Que seja verdadeiro

Que seja verdadeiro

Que seja português!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

google+

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D