Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagados!

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagados!

01
Mai15

EL CATARRO

escadas

Fui hoje alertado por alguns amigos, para a prosa que Vasco Pulido Valente assina no Público.

Confesso que não sou leitor dessa catarrónica personagem, mas dada a insistência…fui ler.

Já por diversas vezes me questionei, sobre o que leva alguém, neste caso um órgão de comunicação social, a dar voz a semelhante criatura.

Entre outras coisas, conclui que todo o ser humano precisa de ter um inimigo em quem possa fazer a sua catarse diária, um qualquer Manuel Moura dos Santos!

Os jornais sabem disso e V.P.V. veste na perfeição este desiderato.

Mas se este princípio é valido, o que levará então esta aventesma, a destilar DIARIAMENTE um ódio tão primário sobre o PS e tudo o que o rodeia?

Para alguns amigos, tudo se resume ao consumo de substancias ilegais (nos dias pares) e a ingestão em excesso de líquidos destilados (nos dias impares).

Não sei se algumas destas teorias corresponde à verdade, mas sei a razão de tão profundo ódio ao PS.

Eu explico…

 

Decorria o ano de 1985.

Ramalho Eanes o Presidente da República à altura dos acontecimentos, tinha acabado de dissolver o Parlamento e convocado eleições intercalares, as quais levaram à primeira vitória de Cavaco Silva.

Para quem já não se lembra, o grande adversário do PS na altura era nem mais nem menos do que o PRD, partido nascido sob o beneplácito do próprio Ramalho Eanes e que veio de facto a retirar muitos votos e deputados aos socialistas.

 

Na altura, o quartel-general do PS em termos de campanha eleitoral, situava-se na Fundação José Fontana, no Restelo. Era aí que se produziam entre outras coisas, os tempos de antena.

Agora, adivinhem quem era nessa altura o responsável criativo pelos tempos de antena do Partido Socialista??????

Exacto! VASCO PULIDO VALENTE!!!!

 

Foi VPV que “inventou uma série de “sketches” humorísticos, que eram a espinha dorsal dos tempos de antena e que tinham como protagonista, um tal “general balança” protagonizado pelo actor Miguel Guilherme, que travestido de Ramalho Eanes, parodiava a atitude pouco digna do Presidente da República.

António Guterres, era na altura o Secretário Nacional para a Organização do PS e assim que visionou o primeiro tempo de antena, esfregou os olhos de incrédulo, vetou a sua emissão e afastou Vasco Pulido Valente da coordenação da equipa.

Os portugueses nunca viram esses filmes humorísticos, mas Pulido Valente, alimentou a partir dessa altura um ódio de morte a tudo o que mexesse e cheirasse a PS.

 

Percebem agora a origem para esta esteatorreia crónica?

Tudo não passa portanto, de uma mera “penis envy”!

 

vpv.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

google+

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub