Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagádos!

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagádos!

06
Jul12

o XICO ESPERTO

escadas
O verdadeiro Xico Esperto

 

Camilo Lourenço, é daqueles especialistas que sabe de tudo no que toca a economia.

Mais, não só sabe, como acha que é dono e senhor da razão.

Camilo Lourenço, quando acorda de manhã, deve olhar para o espelho e dizer; Porra… Sou tão inteligente…até tenho ouvintes que me mandam todos os dias emails a fazer perguntas e a pedir conselhos, sim, a pedir conselhos!!

Este “especialista” em economia, está mesmo convencido que é o supra sumo da barbatana, diria mesmo que Camilo Lourenço, é o Rui Santos dos tostões, o Gabriel Alves do carcanhol!

 

Bem…passemos à frente. Hoje de manhã, ouvi este “especialista” dissertar sobre a recente decisão do Tribunal Constitucional.

Diz este senhor, que existem dois tipos de funcionários, os de “longa duração”, entenda-se os trabalhadores do estado e os outros, os do sector privado, os que têm contratos e podem ser despedidos a qualquer momento! Mais. No final da sua crónica, Camilo conclui que o estado não tem dinheiro e que é preciso cortar na despesa corrente e despesa corrente é… ORDENADOS, como tal a única solução, é nunca mais pagar os subsídios de férias e de Natal, aos desgraçados dos funcionários públicos, a essa corja de calões, essa cambada de malfeitores, que mais não fazem do que viver à custa dos outros portugueses, esses sim pobres trabalhadores honrados.

 

Esta identificação entre portugueses de primeira e de segunda, independentemente de ser intelectualmente fascizante, logo estúpida, deixa-me perplexo, pela forma displicente com que é proferida. Aliás, eu até acho que se podia ir mais além. O problema é o número excessivo de funcionários públicos? Despeçam-se então os funcionários públicos, TODOS!

Assim poupa-se uma pipa de massa e o estado pode finalmente gastar à vontade nas remunerações dos seus gabinetes, sim porque a prioridade é cortar na despesa corrente!

O quê? Camilo não falou nos motoristas, adjuntos e assessores???? Óhhhh que pena, mas eu falo!

 

Saberá por acaso quantos assessores tem a ARS de Lisboa? Quer ir lá contar? Olhe que deve levar uma máquina de calcular.

Já agora convém confirmar quantos é que recebem por lá ordenado e quantos é que efectivamente lá trabalham.

E no Instituto da Juventude e Desporto? Sabe quantos entraram depois da fusão??

E já agora, será que pode explicar aos estúpidos dos portugueses, aqueles que nada sabem, aqueles que não nasceram iluminados como o senhor, tanto os portugueses de primeira como os de segunda, como é que o estado, ou melhor, como é que este Governo, depois de todos os cortes, depois de todos os aumentos em impostos directos e indirectos, ainda tem a ousadia de vir dizer que a execução orçamental resvalou e que o défice se situa agora nos 7,9% ?!?!??!?!?!?

 

Pois é senhor Camilo, não basta cuspir postas de pescada, porque ás vezes o vento não sopra de feição e arrisca-se a que lhe caia algum filete mal temperado na cara!

Mais sobre mim

foto do autor

google+

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D