Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagados!

Escadas Rolantes

Na minha terra costuma dizer-se: Quando a merda chega à ventoinha, ficam todos cagados!

29
Jul20

Somos cada vez menos

escadas

 

vela.jpg

 

Ás vezes tenho inveja daquelas pessoas que se estão nas tintas para o que se passa à sua volta. 

Não consigo fica indiferente com o sofrimento dos outros. 

Não consigo pura e simplesmente esquecer ir "beber um drink".

Não sei como vocês reagem aos sobressaltos da vida, mas para mim é como se um desaparecesse um bocado de mim.

Sabem aquelas pessoas que atendem o telefone quando a gente liga????? Pois...são cada vez menos e isso preocupa-me, deixa-me inseguro, triste.

Sei que a vida é uma coisa curta e a morte é inevitável, mas a ideia de ter cada vez menos gente amiga a quem se possa pedir ajuda, deixa-me um vazio que dificilmente é preenchido.

Para mim o conceito de família sempre foi muito lato. Família são aqueles que comigo partilham e partilharam a minha vida, os meus problemas as minhas angustias. Família são aqueles que atendem o telefone e não negam um pedido de ajuda! 

Os outros são apenas conhecidos, gente que por esta ou por aquela razão se cruza no nosso caminho.

Posso dizer que ao longo da minha vida tive o privilégio de conquistar muitos familiares, alguns nunca se aperceberam disso, mas foram fundamentais para o meu crescimento e para me afirmar como Homem.

Tento ser uma pessoa justa e recta, solidária e fraterna e partilho os meus valores com todos aqueles que me rodeiam.

A vida é mesmo isto; viver em comunhão e partilha.

Quando o Zé Abreu partiu há uns anos, achei que o Universo era injusto. A partida do Jaime Fernandes deixou-me órfão e a pouco e pouco comecei a perceber, que de facto somos apenas uma cambada de ignorantes e que ao longo da vida tentamos apenas decifrar o que afinal não tem tradução possível.  

A morte não é injusta, nós é que tornamos a nossa existência numa amalgama de relações egoístas!

Cada vez que deixarmos de olhar para o lado e fixarmos a nossa existência apenas no nosso umbigo, estamos a contribuir para que a morte de alguém seja dolorosa e sem significado.

Quantas vez ao longo dia é que paramos para pensar????

O texto vai longo e calculo que pouca gente o vá ler na íntegra, mas eu precisava de fazer este desabafo.

Mas se por acaso chegaram até aqui...reflictam, parem para pensar e olhem para o lado.

somos cada vez menos...

Mais sobre mim

foto do autor

google+

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub