Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um Banano em Portas e uma Banana para Passos

por escadas, em 15.12.13

 

 

 


"Mais cedo ou mais tarde, a desigualdade social gera uma violência que as corridas armamentistas não resolvem nem poderão resolver jamais. Servem apenas para tentar enganar aqueles que reclamam maior segurança, como se hoje não se soubesse que as armas e a repressão violenta, mais do que dar solução, criam novos e piores conflitos. Alguns comprazem-se simplesmente em culpar, dos próprios males, os pobres e os países pobres, com generalizações indevidas, e pretendem encontrar a solução numa "educação" que os tranquilize e transforme em seres domesticados e inofensivos. Isto torna-se ainda mais irritante, quando os excluídos veem crescer este cancro social que é a corrupção profundamente radicada em muitos países - nos seus Governos, empresários e instituições - seja qual for a ideologia política dos governantes."

Papa Francisco, "Evangelii Gaudium" ("A Alegria do Evangelho")

 

 

Fui um dos que na noite de 31 de Agosto de 1994, presenciou (levado por mão amiga) o concerto de Pedro Abrunhosa e os Bandemónio, no Onda Parque da Costa da Caparica.

A esta distância, perguntar-se-á; ma so que é que isso tem a ver com a actualidade?

Tudo, responderei eu!

Nessa noite, Pedro Abrunhosa, qual Bono Vox da Margem Sul, apelou à sublevação popular contra o Cavaquismo e contra as portagens da Ponte 25 de Abril.

Já estão a ver o que aconteceu, não estão?

 

Março de 2009

No seu discurso de posse, Cavaco Silva afirma:

«é necessário um sobressalto cívico que faça despertar os portugueses para a necessidade de uma sociedade civil forte

Façam ouvir a vossa voz. Este é o vosso tempo. Mostrem a todos que é possível viver num país mais justo e mais desenvolvido, com uma cultura cívica e política mais sadia, mais limpa, mais digna. Mostrem às outras gerações que não se acomodam nem se resignam. Sonhem mais alto»

Dois dias depois, realiza-se em Lisboa a chamada “Manifestação da Geração à Rasca”

 

 

 

 

Mas temos mais…

Jel e Falâncio, são dois conhecidos humoristas (desaparecidos entretanto desde que o PSD ganhou as eleições) que respondem pelo nome de “Homens da Luta”.

Entre a sua actividade de “guerrilha urbana”, como lhe chamavam, contam-se algumas “investidas” em manifestações politico/partidárias do Partido Socialista, e “esperas” devidamente orquestradas a alguns ministros e secretários de estado, esperas essas que seriam posteriormente transmitidas via SAPO e Youtube.

Mais recentemente, Pacheco Pereira e Mário Soares, foram acusados de apelarem à violência, como forma legitima para derrubar este governo.

 

 

 

Bem…eu sei que o vinho está barato, mas esta não pode ser uma desculpa para tanta embriaguez.

Mas se Pedro Moutinho apelava, num dos seus fados a um estado continuo de ebriedade (Deixa o calor afogar-se na veia / Há lá coisa assim mais séria que andar nesta bebedeira) isso não significa que o pessoal o tente imitar de uma forma quase que literal!

A bebedeira pode aliás, ser uma óptima explicação para o estado em que o País e consequentemente a sociedade portuguesa se encontra.

Esta pode ser uma boa explicação!

Vem isto a propósito da última intervenção dos “Gato Fedorento” na SIC generalista.

Devo referir que não conheço pessoalmente, nem sou amigo de nenhum dos 4 elementos do grupo. Também ninguém me passou nenhuma procuração para os defender! Quanto ao Rodrigo Guedes de Carvalho, a história é diferente, mas os meus amigos vão por certo aceitar que ainda sou capaz de distinguir pó de popó, Estrada da Beira de beira da estrada!!

 

Continuemos...

Tenho para mim, que o humor é das artes mais difíceis. Fazer humor inteligente, mais difícil é, Herman José que o diga!

Bruno Nogueira, por exemplo, tem assinado na RTP 1, alguns dos melhores exemplos de humor inteligente e que… nem sempre fazem rir, apenas sorrir.

Por outro lado, aquele contador de anedotas… como é que se chama… o da TVI,,, AI… bem, não interessa (é o Rocha), esse contador de anedotas faz rir muita gente, mas do meu ponto de vista não é humorista!

Compreenderam o meu posicionamento? Muito bem!

 

Avancemos...

Qualquer um de nós já ouviu, nos cafés, nos supermercados, até nas Escadas Rolantes, desabafos do tipo:

 

- Não há direito, vão mas é roubar prá estrada, isto só lá vai é à paulada, filhos duma granda e alteradíssima senhora de duvidosas receitas e hábitos nocturnos e que não passa recibo ou factura!

 

Pessoalmente, devo dizer que já me acostumei a este tipo de desabafos. A rábula dos “Gatos” mais não foi do que desconstruir a ideia que está generalizada no chamado POVO – isto só lá vai à paulada.

E que maneira é que os humoristas encontraram para desconstruir esta ideia? Colocando o “Rei da Porrada” como salvador da Nação.

Apelar a Steven Seagal para tratar da saúde a Passos Coelho, é simplesmente genial e tão absurdo, como a própria ideia de continuar a ter estes senhores a governarem-nos por mais uns anos.

Já a chamada campanha “Um banano em Portas” e o apelo de Iva Lameirão, são uma critica implícita à comercialização de antena que as televisões fazem actualmente (e da qual Iva é uma das protagonistas) como o apelo sistemático à chamada telefónica.

Eu acredito seriamente que se a SIC fizesse uma campanha destas, os portugueses telefonariam em massa!

Mas se tudo isto é claro para mim, já não consigo perceber algumas das criticas que são apontadas a Rodrigo Guedes de Carvalho, pelo facto de ter pactuado com tamanha heresia.

Está visto que neste País, um jornalista, não poderá ser mais nada na vida do que ser…jornalista. Até já estou a ver R. G. C. num Restaurante a chamar o funcionário e a dizer: O Vinho…O País e o Mundo! Mas o mais inacreditável é que há gente que acreditou mesmo que Rodrigo Guedes de Carvalho tinha sido enganado, que até se queixou disso mesmo a outra jornalista (que por acaso nem é jornalista, mas isso não interessa nada).

Seja como for, RGC não deveria ter acedido a entrar naquela palhaçada, tal como José Rodrigues dos Santos não deveria escrever livros (e ainda por cima ganhar rios de dinheiro com isso) nem os assessores de ministros deveriam ser jornalistas (e se por acaso o forem não poderão voltar a exercer nos media tradicionais, livres e independentes…) nem podem ser candidatos a deputados e já agora…os deputados não podem tornar-se jornalistas e os ministros e ex ministros também não podem tornar-se excelsos comentadores televisivos e já agora…aproveitar esse tempo de antena para lançarem candidaturas presidenciais…

OU SERÁ QUE PODEM???? (shame on you Miss Maria Elisa, shame on you)

 

Espero que me tenham compreendido, mesmo nas entrelinhas. Espero que me compreendam, quando digo, que tanta indignação, resulta do facto de se terem sentido enganados!

 

E convenhamos… se estes tipos, com Rodrigo Guedes de Carvalho à mistura, os conseguiram enganar, torna-se fácil perceber como é que Passos Coelho, Portas e Cavaco, enganaram a maioria dos portugueses, é que é tão fácil…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:12



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

google+


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mensagens



Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D